Para aprender estratégia e regras assistindo jogos

Ainda é comum (pelo menos no Brasil) que entremos numa equipe de roller derby sem entender as regras do jogo. Com o tempo vamos absorvendo algumas regras (a menina com a estrela no capacete marca pontos, as bloqueadoras devem impedir a adversária de passar, não é bom pisar fora da pista), mas muitos detalhes passam sem ser esclarecidos. Pra jogar o jogo de forma eficiente é necessário parar algumas – ou várias – vezes para ler as regras, e assistir jogos gravados é uma das melhores maneiras de entendê-las na prática.

Porém, um jogo de nível profissional é rápido e com muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo, e para utilizá-lo no aprendizado é preciso fazer mais do que apenas assisti-lo. Pra assistir um jogo de maneira produtiva, eu listei aqui algumas práticas que utilizo, e que podem servir para mais pessoas.

1) ASSISTIR COM CALMA E TEMPO DISPONÍVEL.
Assista ao jogo parando nos momentos em que tiver dúvidas, e com as regras da WFTDA por perto. Mesmo que assista 15 minutos de jogo em uma hora, enquanto acompanha cada etapa da ação, chama as teammates para discutir e procura detalhes nas regras, o seu interesse maior é aprender, e não descobrir o placar final.

2) OLHAR PARA OS JUÍZES (E SABER O QUE ELES ESTÃO FAZENDO).
Acontecem ações em um momento em que você estava olhando outros detalhes, e de repente você vê uma jogadora indo para o banco. Caso não saiba o que aconteceu, volte o vídeo e preste atenção nos gestos que os juízes estão fazendo. É bem fácil achar na internet imagens e vídeos explicando os gestos dos juízes e o que eles significam. Sabendo o nome da falta, se ainda tiver dúvida, leia as regras e veja se identifica o movimento que a causou.

3) OLHAR (TAMBÉM) PRAS BLOCKERS.
É comum criarmos o hábito de olhar só para a ação das jammers, torcendo pra elas passarem. Mas você também quer atuar como blocker, ou pelo menos entender como blockers agem. Prestando atenção nisso vai conseguir identificar as diferentes formas de bloqueio dos times, e perceber como é a estratégia de um bloqueio eficiente.

4) DAR ATENÇÃO PARA AS REGRAS DE FALTA POSICIONAL.
O objetivo no jogo de roller derby não é fazer contato com as adversárias, mas evitar que estas tomem posição de vantagem. Vale a pena escolher pelo menos alguns momentos no jogo (como inícios de jam, power jams), tentar identificar padrões de posicionamento, seus resultados, as faltas que acontecem por causa dele.

5) SUPOR QUE AS JOGADORAS E JUÍZES ESTÃO SEMPRE FAZENDO A COISA MAIS INTELIGENTE A SER FEITA.
Você está assistindo jogadoras de alto nível competindo, pessoas nas quais você quer se espelhar. Caso veja alguém agindo de forma que você não considera estrategicamente eficiente, antes de considerar que ela está cometendo um erro, volte ao lance e revise os pontos a seguir:

• FALTA: Será que ela está agindo dessa maneira porque, se não o fizer, levará falta? Será que ela agiu de maneira não intencional, e efetivamente levou falta depois? Não confie que você conhece todos os detalhes das regras, pois detalhes pequenos fazem a diferença.
• IMPEDIMENTO: Será que ela não pretendia fazer outra coisa, mas foi impedida de completar seu intento por uma jogadora adversária?
• ESTRATÉGIA: Tem certeza que não é estrategicamente interessante agir da maneira que ela está agindo? Novamente, não confie que você sempre sabe a melhor estratégia a ser feita. É possível que o que você tem aprendido nos treinos sejam orientações para jogadoras iniciantes, mas jogadoras com mais técnica podem se permitir agir de maneira diferente.
• PONTO DE VISTA: Você está assistindo o jogo fora da ação, e vendo tudo de um ângulo privilegiado. Será que a jogadora agiu daquela maneira porque, da posição que estava e com as informações que possuía aquilo era a coisa mais eficiente a ser feita?
• EXAUSTÃO: Especialmente ao final do jogo, o desempenho de qualquer atleta cai. Talvez os movimentos e estratégias pareçam menos efetivos porque a jogadora está exausta.
Caso não se aplique nenhuma dessas situações, comece a considerar que a jogadora pode não ter tomado a melhor decisão naquele momento.

6) POR ÚLTIMO, FAZER PERGUNTAS, MESMO AS QUE PARECEM ÓBVIAS.
Nesses casos, geralmente acabamos descobrindo os detalhes das regras que fazem a diferença entre levar uma falta ou não, por entender o procedimento correto em cada caso.

Esse processo pode parecer cansativo, mas com o tempo não é preciso passar por todas essas etapas e assistir um jogo inteiro produtivamente sem interrupções. É possível assim aprender as regras e criar consciência de jogo fora dos treino, e isso se refletirá na track.

Carol Contravenção #10

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s